Pesquisa

Apoio INR 2017

Alzheimer Portugal
Em 2017, a Alzheimer Portugal irá contar novamente com o apoio do INR que aprovou o cofinanciamento dos três projetos da Alzheimer Portugal
Autor Tatiana Nunes 
Data 28-07-2017 

Projeto “Informar e Apoiar Mais”

Consiste num serviço de atendimento telefónico com atendimentos presenciais e consultas de apoio psicológico na crise, em settings terapêuticos adequados, com vista à clarificação de questões relacionadas com os direitos das pessoas com demência, acessibilidades, formas de lidar, etc.

Um serviço inovador que procura dar resposta imediata aos pedidos de informação, incluindo as próprias pessoas com Demência. Pretende-se inovar através do alargamento das informações prestadas na área dos direitos das pessoas com deficiência/demência, passando a focar informação sobre processos de interdição, testamento vital, acessibilidades, etc.

Tem como objetivo principal prestar informações/esclarecimentos imediatos sobre questões especificas acerca dos direitos das pessoas com deficiência/demência e acessibilidades para as pessoas com demência.

Tem como objetivos secundários:
  • Responder a questões gerais relacionadas com a demência e sobre como lidar com as pessoas com demência;
  • Aumentar os níveis de informação de todos os que procuram a linha de apoio;
  • Efetuar atendimentos e consultas de apoio psicológico em setting terapêutico;
  • Encaminhamento de situações para outros serviços.


Projeto “Memo e Kelembra nas Escolas”

Realização de sessões de apresentação do livro bilingue “O Pequeno Elefante Memo”, em escolas a nível nacional do 1º, 2º, 3º ciclos e secundário, com a participação de alunos e professores.

Serão abordados temas na área das demências, com especial foco nos direitos das pessoas com demência, acessibilidades, e a importância do relacionamento intergeracional. Visa fomentar a participação das crianças/jovens na defesa dos direitos das pessoas com demência, com vista à melhoria da sua qualidade de vida e descanso do cuidador. Inova-se na inclusão do ensino privado.

Pretende fomentar a participação ativa das crianças/jovens na prestação ativa nos cuidados prestados às pessoas com demência e na defesa dos seus direitos, com vista à melhoria da sua qualidade de vida e descanso do cuidador. Inova-se na inclusão do ensino privado, o que permite alargar o número de escolas abrangidas a nível nacional.

O objetivo deste projeto é inovar através da promoção da literacia em saúde junto da população mais jovem, comunicando, com linguagem acessível, com imagens muito apelativas, e através de atividade lúdica e de panfletos, informação muito relevante sobre um dos problemas mais graves da sociedade atual – as demências e os direitos das pessoas com esta patologia. Algumas questões a debater são: direitos referidos na Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, tais como o direito de todas as pessoas com deficiência a viverem na comunidade, direito de inclusão e participação. Quais os direitos das Pessoas com Demências (exemplo: direito aos respeito pelas suas escolhas pessoais, direito à promoção da sua atividade e ocupação, etc.)?

Quais as acessibilidades necessárias? Quais os primeiros sinais? O que são as demências? Como lidar com as suas características? Como combater o estigma, o isolamento e a solidão que lhe estão associados?


Projeto “Promoção da qualidade de vida das pessoas com demência e suas famílias”

Este projeto, de âmbito nacional, promove a melhoria da qualidade de vida e autonomia das pessoas com Demência e o alívio da sobrecarga do cuidador através de atividades de promoção e integração sócio cultural, entre outras, que serão organizadas de acordo com as capacidades, aptidões e interesses de cada utente e seus cuidadores familiares.

Apresenta como objetivos, através das atividades realizadas, promover a manutenção das capacidades cognitivas das pessoas com demência, mantendo a ocupação e o seu papel social, de forma a melhorar a qualidade de vida destas pessoas e cuidadores; Realizar atividades específicas para cuidadores com vista a promover a sua capacitação e descanso do cuidador.

Espera-se que as pessoas com Demência consigam manter as suas capacidades para as atividades de vida diária e a sua autonomia; Atrasar a evolução da demência, promovendo as suas competências sociais e culturais na comunidade e em família; Que os cuidadores demonstrem maiores competências ao nível do cuidar e que reduzam os seus níveis de cansaço.