Pesquisa

III Jornadas Ibéricas sobre a Doença de Alzheimer

As III Jornadas Ibéricas sobre a Doença de Alzheimer tiveram lugar nos dias 21 e 22 de Outubro de 2011, na Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa.

A Investigação e a Intervenção junto do doente de Alzheimer foram as grandes áreas temáticas das III Jornadas Ibéricas, que reuniram em Lisboa especialistas Portugueses e Espanhóis.

No dia 21, os trabalhos iniciaram-se com a apresentação de um novo projeto da Alzheimer Portugal para a criação de Gabinetes de Apoio aos cuidadores de doentes de Alzheimer por todo o país. Um projeto ambicioso e que conta com o apoio do Município de Cascais, de Oeiras e de Sintra, da Fundação Calouste Gulbenkian, da Fundação Montepio e da Universidade Católica Portuguesa.

O painel da manhã ficou marcado por três apresentações de grande valor na área clínica. A Dra. Sofia Nunes de Oliveira abordou o tema ?Linguagem e Comunicação nas Demências?, o Professor Alexandre de Mendonça referiu-se às ?Estratégias terapêuticas para a cura da doença de Alzheimer? e, por último, a Dra. Blanca Clavijo apresentou as normativas espanholas para a participação dos doentes de Alzheimer em ensaios clínicos.

O painel da tarde, dedicado à intervenção junto de doentes e cuidadores, contou com a apresentação da Dra. Virgínia Silva Zavaleta sobre o método IPA de intervenção psicológica para doentes e cuidadores. De seguida a Dra. Ana Margarida Cavaleiro apresentou o estudo ?Processos de ajustamento nos cuidadores de pessoas com Doença de Alzheimer?, o Dr. Carlos Fernandes da Silva abordou a temática dos Ritmos biológicos e Doença de Alzheimer e as suas implicações práticas para a melhoria da qualidade de vida. Por último, encerrámos o primeiro dia destas III Jornadas Ibéricas com a apresentação da experiência dos Grupos Psicoeducativos realizados na Delegação Centro da Alzheimer Portugal, pela Dra. Maria Inês Costa.

O segundo dia das III Jornadas Ibéricas sobre a Doença de Alzheimer iniciou-se com um painel também sobre a intervenção junto de doentes e seus cuidadores. A Dra. Isabel Santana apresentou a comunicação ?Doença de Alzheimer antes da Demência?, seguida da Dra. Helena Bárrios que abordou a importância da avaliação da qualidade de vida no doente e no cuidador. Seguiu-se a apresentação sobre a estimulação às pessoas com demência através do desporto de uma das convidadas espanholas, a Dra. Patricia Pecero Moya. Por último, o Dr. Antonio Burgueño apresentou o Programa ?Desamarrar o idoso e o doente de Alzheimer?.

O painel da tarde foi, por sua vez, inteiramente dedicado à área jurídica. Tivemos o prazer de ouvir o exemplo da Fundação Tutelar para doentes de Alzheimer, por parte do Dr. Jaime Conde, seguindo-se duas apresentações portuguesas: a primeira por parte da Dra. Paula Távora Vítor sobre o Testamento Vital em Portugal e a segunda da Dra. Vera Vaz, sobre as Organizações como Tutoras das pessoas em situação de Incapacidade.

As III Jornadas Ibéricas com a apresentação do projeto ?Kelembra? destinado a crianças, pelo Dr. Celso Teixeira, procurando explicar-lhes o que é a Doença de Alzheimer através da leitura e dramatização livro da Alzheimer Portugal «O Pequeno Elefante Memo». Por último, a Dra. Filipa Gomes por parte da Alzheimer Portugal e a Dra. Deolinda Cerqueira, por parte da Fundação Calouste Gulbenkian deram a conhecer o projeto de arte para pessoas com demência ?Pela Arte recriar a Vida?.

Dois dias de intensa partilha de conhecimentos e experiências que permitiram, uma vez mais, às duas associações, a Alzheimer Portugal e a Afal Contigo, unirem-se em torno da sua causa e alargar o seu âmbito de atuação.