Pesquisa

Cozinha

Aqui pode encontrar sugestões para tornar a cozinha um local mais seguro e prático para a pessoa com Demência, sua família e cuidadores. Apesar das sugestões não serem aplicáveis a todas as pessoas ou situações, aqui pode encontrar uma possível solução para um problema que tenha, atualmente, nesta divisão.

Os objetivos de introduzir mudanças na cozinha são: promover a segurança e manter as competências e participação da pessoa com Demência, durante tanto tempo quanto possível.

Tente simplificar a cozinha e, ao mesmo tempo, mantê-la o mais familiar possível. Não reorganize desnecessariamente os armários e bancadas, nem modifique a decoração.

Se a pessoa com Demência já não consegue participar nas atividades da cozinha e se o espaço assim o permitir, pode colocar uma cadeira confortável para que ela se possa sentar perto do cuidador enquanto este trabalha na cozinha. Isto irá permitir à pessoa com Demência continuar a vivenciar as atividades, barulhos e cheiros da cozinha.

O que se pode tentar?


Eletrodomésticos
Quando a pessoa com demência já não consegue lembrar-se de desligar o jarro elétrico, compre um que se desligue automaticamente. As torradeiras, jarros ou ferros de engomar que se desligam automaticamente são os aparelhos mais seguros.

A pessoa pode não conseguir aprender a utilizar aparelhos novos, por isso quando necessitar de substituir um eletrodoméstico, compre outro da mesma marca e modelo, se possível, de forma a ajudá-la a manter a capacidade de utilizá-lo.

Preparar chá ou café
A substituição de um copo, utilizado regularmente, por uma caneca ou copo de cor diferente, poderá fazer com que a pessoa não os reconheça como copos.

Se a pessoa já não reconhecer as saquetas de chá, tente utilizar chá a granel e um bule. Coloque todos os elementos necessários à preparação do chá juntos e num lugar visível, como por exemplo perto do jarro elétrico e em cima da bancada.

Coloque o jarro elétrico, se for possível, afastado do fogão de maneira a evitar que a pessoa o coloque ao lume.
Quando a pessoa já não consegue utilizar um jarro elétrico, talvez consiga reconhecer e utilizar um termo.

Fogão
Pintar os botões do fogão, com uma tinta fluorescente verde ou vermelha ou com verniz de unhas vermelho, pode ajudar a localizar a posição de ?ligado? e ?desligado?, tornando deste modo mais óbvio se o botão não estiver fechado. Coloque uma nota na parede com a frase: «desligar o fogão? ou escreva as instruções, passo a passo.

Considere a possibilidade de retirar e trancar o óleo alimentar, caso a pessoa possa deixá-lo ao lume sem vigilância, de forma a evitar o risco de um incêndio.

Pode instalar um temporizador no fogão, regulando-o para um tempo médio de cozedura, após o qual o fogão se desligará automaticamente. Pode ainda estabelecer um tempo limite ou máximo para o fogão estar ligado.

Algumas formas de impedir a pessoa com Demência de utilizar o fogão são:
  • Tapar os botões;
  • Colocar um interruptor num sítio discreto, como por exemplo num armário alto, para desligar o fogão;
  • Retirar os botões;
  • Como último recurso, desligar o fogão completamente

Alguns modelos mais recentes de fogões a gás possuem um dispositivo de segurança que corta automaticamente o gás, caso não exista chama. A instalação de um interruptor de segurança, em fogões já existentes, pode permitir aos cuidadores desligarem temporariamente o gás. Outras medidas de segurança contra o sobreaquecimento ou incêndio são a colocação de um sensor de calor em cima do fogão e de um detetor de fumos na sua proximidade.

Se for necessário, retire os fósforos

Um detetor de fuga de gás poderá ser instalado, perto do fogão, de forma a fazer soar um alarme caso o gás tenha sido aberto e não exista presença de chama. Alguns detetores desligam automaticamente o gás em caso de uma fuga. É possível, ainda, instalar um alarme, que toque noutro sítio, por exemplo na casa de um vizinho, ou conectá-lo a um modem telefónico que irá fazer tocar um número de telefone previamente determinado.
Estas medidas podem ser úteis se pessoa com Demência vive ou está sozinha durante o dia.

Forno Micro-ondas
O forno micro-ondas poderá ser útil para aquecer a comida, fornecida por um serviço de apoio domiciliário. Algumas pessoas com Demência são capazes de usar ou aprender a utilizar um forno micro-ondas, se este tiver comandos simples e se forem fornecidas as instruções passo a passo. Assinale que não podem ser utilizados, no micro-ondas, recipientes de metal.

Frigorífico
No frigorífico, mantenha os produtos em lugares fixos de forma a serem facilmente localizados. Retire os alimentos, molhos e quaisquer outras coisas que possam causar danos, se forem consumidos.

Se a pessoa tem dificuldade em lembrar-se de fechar o frigorífico, eleve-o ligeiramente à frente. Isto irá fazer com que a porta se feche, caso tenha sido deixada aberta.

Armários
Identifique os conteúdos dos armários, rotulando-os, de forma a ajudar a pessoa a encontrar ou colocar as coisas. Gradualmente, limpe os armários, reduza o número de itens de cada artigo e mantenha apenas algumas das coisas mais utilizadas. Se a pessoa com Demência já não puder utilizar os armários, tente colocar as coisas na bancada ou numa prateleira. Outra solução será tirar as portas de alguns armários de forma a permitir uma melhor visibilidade e identificação.

Colocar os artigos mais utilizados dentro do alcance fácil será uma maneira de evitar que a pessoa suba para chegar aos armários mais altos e útil no caso de já não conseguir utilizá-los.

Retire o álcool, molhos e produtos alimentares que possam causar danos se forem ingeridos. Se for necessário, retire as facas, tesouras ou quaisquer outros utensílios de cozinha afiados.

Proporcione o acesso fácil a alguns armários e gavetas de artigos não essenciais, para que a pessoa possa remexer.

Medicamentos e Produtos Tóxicos
Os medicamentos, produtos de limpeza, solventes e pesticidas têm de ser trancados quando a pessoa com Demência já não consegue ler, reconhecer objetos ou distinguir esses produtos da comida ou bebida. Verifique se os medicamentos têm tampas de segurança e retire os medicamentos fora da validade.

Mantenha os números de emergência, incluindo o do Centro de Informação Antivenenos (808 250 143), perto do telefone.

Adaptado de Alzheimer Australia