Pesquisa

Cuidados Residenciais

Aqui pode encontrar informação sobre os tipos de cuidados residenciais disponíveis para pessoas com Demência. São feitas sugestões práticas para a realização de uma mudança para este tipo de estrutura.

Tomar a decisão de procurar uma alternativa à prestação de cuidados domiciliários à pessoa com Demência, pode ser uma das decisões mais difíceis que a família e os cuidadores têm de tomar. Isto pode ser particularmente verdade para os casos em que a pessoa com Demência é um cônjuge de longa data.

Se estiver preparado, esta decisão irá provocar menos stress. Conhecer de antemão os serviços, políticas governamentais e os custos dos cuidados prestados em unidades residenciais, pode ajudá-lo a tomar a melhor decisão, mesmo que esta tenha que ser realizada rapidamente.

Fale com:
  • O seu médico
  • A Alzheimer Portugal
  • Outras famílias e cuidadores

 

Unidades Residenciais

As unidades que proporcionam cuidados de longa duração são normalmente divididas em dois grupos ? aquelas que prestam cuidados de apoio moderado e as que prestam cuidados de apoio máximo.

Unidades residenciais de apoio moderado
Estas unidades são comparticipadas pelo Governo Português e são indicadas para as pessoas com locomoção independente e que necessitam de alguns cuidados. Estas pessoas podem necessitar de apoio para os cuidados pessoais, tratar da roupa, cozinhar, fazer compras ou supervisionar as suas medicações. A acomodação é geralmente em quartos com casa de banho privada ou partilhada.

Unidades residenciais de apoio máximo
A acomodação em unidade residencial de apoio máximo fornece cuidados de enfermagem 24 horas por dia aos seus residentes. As equipas de pessoal são constituídas por enfermeiros, assistentes e outros profissionais. Geralmente estas unidades são indicadas para a pessoa que está numa fase avançada de Demência ou para pessoas com outros tipos de condições médicas. O Governo Português comparticipa o internamento nestas unidades.

Avaliação da necessidade de cuidados residenciais

A equipa vai avaliar as necessidades da pessoa, recomendar qual o tipo apropriado de cuidados residenciais e fornecer informação sobre as estruturas que possam parecer indicadas. Poderá discutir com a equipa quaisquer problemas ou preocupações que tenha.

Geralmente, terá de candidatar-se a várias unidades residenciais, pelo que será necessário visitar os vários locais. Tente avaliar as unidades, tomando notas, à medida que as visita. Se for possível, vá acompanhado por um amigo ou membro da família. Confie na sua intuição e senso comum quando avaliar as unidades de cuidados residenciais.

Lista para avaliar e escolher a unidade de cuidados residenciais
  • Qual é a atitude da direção e dos profissionais ? eles ouvem-no e pedem informações?
  • A unidade é um lugar simpático e acolhedor?
  • Existe um lugar privado para a pessoa se sentar?
  • Pode ir à unidade ajudar a pessoa com Demência a comer e a tomar banho?
  • A pessoa pode ter o seu próprio médico?
  • Está satisfeito com os serviços médicos e serviços de especialidade?
  • Qual é a política em relação aos medicamentos?
  • Existem procedimentos determinados em caso de incêndio?
  • Existe pelo menos uma pessoa de serviço durante as 24 horas?
  • Os custos foram totalmente explicados? Existem custos adicionais?
  • Quais são os direitos dos residentes em relação aos seus pertences, animais de estimação, correspondência e crenças religiosas?
  • Está satisfeito com os serviços e com as atividades e opções de lazer?
  • É fácil combinar passeios, dormidas fora da unidade e férias com os familiares?
  • Os outros residentes parecem estar bem cuidados?
  • Alguém fala a mesma língua que a pessoa com Demência?
  • Existem serviços adicionais, tais como cabeleireiro ou massagista?
  • Existe apoio, para si e para a pessoa com Demência, na preparação da mudança para a unidade residencial?
  • Será convidado a dar sugestões ou a fazer comentários?
  • Existe facilidade na apreciação das suas preocupações?
  • O edifício, quartos e zonas envolventes são adequados?
  • Que tipo de formação tem os profissionais?
  • Pode fazer parte da comissão de residentes e familiares?
  • A unidade pode satisfazer o aumento de necessidades da pessoa?
Baseado em The carer experience: An essencial guide for carers of people with dementia, Commonwealth Department of Health and Ageing

Planear a mudança

Assim que existir uma vaga numa unidade residencial, poderá ter de tomar uma decisão muito rapidamente. Por isso, será útil planear a mudança com antecedência.

Muitas pessoas com Demência podem sentir-se perturbadas com a mudança. Explique à pessoa de forma simples e gentil para onde vai e qual o motivo da mudança. Enfatize os aspetos positivos, tais como ter novos amigos e fazer atividades agradáveis. Se for possível, a pessoa com Demência deverá conhecer a unidade residencial de forma gradual, de modo a que o local se torne um pouco mais familiar e provoque menor confusão ou receio. Por vezes isto não é possível, especialmente se a mudança tiver que ser realizada rapidamente.

Assegurar que o novo quarto tem o maior número possível de artigos familiares pode facilitar a mudança. As fotografias da família e os quadros e colchas familiares podem tornar o novo quarto mais parecido com o quarto que a pessoa tinha em casa.
Identifique todos os artigos pessoais com letras grandes e facilmente legíveis.

Durante a fase inicial da mudança, a pessoa com Demência e seus familiares vão necessitar de tempo para se adaptar à nova situação. Conte com a existência de um período de adaptação. As pessoas acabam por adaptar-se. Na realidade, muitas ficam melhor quando estão instaladas num ambiente estruturado ? sentem-se mais seguras e obtém maior estimulação.

Não existe um número ideal de vezes para visitar a pessoa, nem um tempo determinado para permanecer nas visitas. Durante este período, algumas pessoas preferem fazer visitas regulares e outras preferem descansar e recuperar do desgaste da prestação de cuidados. O importante é tornar cada visita o mais gratificante possível.

Lembre-se
É importante que cuide de si próprio enquanto se realiza a mudança. A equipa da unidade residencial cuidará da pessoa com Demência ? considere quem irá ajudá-lo durante este período. Utilize a família e os amigos como apoios nos períodos durante e imediatamente após a mudança. Pode contactar a Alzheimer Portugal se necessitar de falar com alguém sobre o que está a sentir.

Adaptado de Alzheimer Australia