Pesquisa

Sugestões para utilizar a música em casa

"A música e as canções são testemunhas das nossas vidas, conectam-nos com o nosso mundo interior e dão voz às nossas experiências», K. Bruscia

O que é a Demência?
Demência é um termo utilizado para descrever doenças que provocam alterações progressivas na memória e pensamento.
Existem diferentes tipos de Demência, mas a forma mais frequente é a Doença de Alzheimer. A Demência pode surgir em qualquer pessoa, mas é mais comum a partir dos 65 anos de idade. A Demência não faz parte de um envelhecimento normal.

Sugestões para as famílias, amigos e cuidadores

Para as pessoas com perda de memória, a música e as canções tem um significado especial. À medida que a memória a longo prazo é ativada, é restaurado o sentido de identidade. A música proporciona relaxamento, retorno às boas lembranças e sentimentos de calma e segurança. A música reorienta a pessoa e distrai-a do stress da vida. Pode também ajudar a pessoa a recuperar de uma depressão.
Seguem-se algumas sugestões sobre como utilizar a música em casa com seu amigo ou parente.

1. Relaxem juntos
A música pode promover o relaxamento. Existem muitos tipos de música de relaxamento, como por exemplo os CDs de sons da natureza ou de compilações de música clássica, com ritmo lento e regular. A música que é familiar ao seu amigo ou parente pode, com frequência, ser mais eficaz.

2. Ouçam juntos
Arranje tempo para se sentarem e ouvirem música juntos. Este tempo não tem de ser longo. A música torna-se um veículo para a comunicação e oferece oportunidades para partilhar e relaxar. Fazer uma massagem suave nas mãos, ombros ou nos pés pode tornar-se parte de um ritual regular. Peça a um amigo, familiar ou voluntário para o ajudar, caso esteja muito ocupado.

3. Cantem juntos
Utilize CDs ou DVDs de karaoke ou cantem sem música gravada. Escolha as músicas favoritas da pessoa com Demência para cantarem juntos. Cante ao ajudar o seu amigo ou parente a tomar banho e durante outras tarefas do quotidiano.

4. Movimentem-se e dancem juntos
Tente movimentar-se ao som da música. Posicione-se em frente à pessoa, segure as mãos dela e movam-se para um lado e para outro. Dançarem juntos é bom, especialmente se o seu amigo ou parente dançava na juventude. Não tem de ser um perito. Podem movimentar-se em conjunto, de mãos dadas, ou tentarem uma posição típica de danças de salão.

5. Convide os amigos e façam uma atuação ao vivo
Oiça outras pessoas a cantar ou a tocar instrumentos, particularmente as crianças. Esta é uma atividade ótima que o seu amigo ou parente irá apreciar.

6. Faça uma banda com utensílios de cozinha
Bata com uma colher de pau numa panela, criando uma música com ritmo. Para aumentar o interesse, compre numa loja de música um pequeno tambor, um conjunto de maracas ou um instrumento de guizos.

Se sentir dúvidas sobre como tocar instrumentos de percussão, peça a uma criança para lhe mostrar o quanto pode ser divertido.

7. Assistam a concertos
Se for apropriado, tente assistir a concertos que o seu amigo ou familiar aprecie.

Sugestões gerais


1. Utilize a repetição
Quando estiver a desfrutar de algo, continue. Repetir é bom! A perda de memória a curto prazo leva a que a pessoa consiga apreciar a mesma canção ou música vezes sem conta. A repetição proporciona tranquilidade num mundo que progressivamente se torna mais confuso.

2. Use a reminiscência
A reminiscência é frequentemente estimulada por uma música específica. Esteja disponível para ouvir contar a mesma história inúmeras vezes.

3. Possibilite escolhas simples
Possibilitar escolhas pode ser muito estimulante para uma pessoa com perda de memória, mas as opções devem ser simples e previsíveis. Por exemplo, dê a escolher entre duas músicas; dançar ou não; ouvir música ou não.

4. Tenha em conta o humor da pessoa
Avalie o humor da pessoa nesse dia. Alguns dias são melhores que outros.

5. Evite demasiada estimulação
Tenha cautela para a pessoa não ficar demasiado estimulada. Analise os possíveis sinais de irritação ou agitação.

6. Esteja atento a possíveis reações à música
A música pode desencadear respostas emocionais agradáveis ou desagradáveis. A música pode libertar sentimentos que provocam choro e emoções profundas. Observe as reações na pessoa e em si próprio.

7. Escolha músicas familiares
Normalmente, as pessoas relacionam-se melhor com uma música que ouviam quando eram crianças ou adolescentes. Tente identificar qual era a música preferida da pessoa, por exemplo um hino, uma melodia, uma canção de embalar ou uma música associada a pessoas importantes na sua vida. Tente utilizar e tocar o tipo de música que apela às origens culturais e à história da pessoa.

Adaptado de Alzheimer Australia