Pesquisa

Testemunho de Lurdes Dias


Faz hoje 2 meses que perdi a minha mãe e pensei dar o meu testemunho sobre o que passei com ela durante estes 3 últimos anos.

Mãe

Nome tão pequeno para um amor tão grande e intenso.
Foi há 3 anos que me disseram que a minha mãe tinha Alzheimer e eu perguntei o que isso era, nunca tal tinha ouvido mas, rapidamente, soube o que era e como iria ser difícil lidar com tal doença.
Roubaram-me o maior amor que eu tinha, a pouco e pouco tudo se desvaneceu, eu era a mãe e ela a filha, mas o amor tudo superou. Deixei o meu emprego por dois anos e tratei da minha mãe ?filha? com o maior amor e carinho como ela fez comigo, com o meu irmão e minha filha.
Foi duro, noites sem dormir, dias em silêncio só com o ?ai Jesus? como ela tinha o costume de dizer quando sofria.
Hoje que a perdi sinto e tenho a certeza que tudo fiz por ela 24 sobre 24 horas. Se voltasse de início faria tudo de novo e mais ainda, por isso agradeço a ela por me ter criado assim, com tanto amor, pois só assim o soube retribuir. Por isso digo ?Mãe, obrigada e até sempre, amo-te muito e ficarás sempre nos nossos corações.?


Lurdes Dias
2005