Pesquisa

Progressão da Demência


As pessoas com Demência diferem nos padrões de problemas que apresentam e na velocidade com que as suas capacidades se deterioram. As suas capacidades podem sofrer alterações de um dia para o outro ou mesmo ao longo do dia. Porém, o certo é que vão sofrer uma deterioração, que em alguns casos é rápida, ocorrendo em poucos meses, e noutros é mais lenta, acontecendo ao longo de vários anos.

As fases da doença

Geralmente, as características da Demência são classificadas em três etapas ou fases. É importante salientar que algumas pessoas não apresentam todas as características ou passam por todas as fases. De qualquer forma, esta continua a ser uma descrição útil da progressão geral da demência.

Demência Inicial
De um modo geral, esta fase só é evidente através de uma análise retrospetiva. Na altura pode ter sido impercetível, ou achar-se que era devida à velhice, ou ao excesso de trabalho. A Demência inicia-se, geralmente, de forma muito gradual e é frequentemente impossível identificar o exato momento em que começou.

A pessoa pode:
  • Parecer mais apática, ter menor vivacidade;
  • Perder o interesse em passatempos e atividades;
  • Apresentar relutância em fazer coisas novas;
  • Ser incapaz de adaptar-se à mudança;
  • Apresentar discernimento reduzido e tomar más decisões;
  • Demorar mais tempo na compreensão de ideias complexas e na realização de trabalhos de rotina;
  • Acusar outras pessoas de "roubarem" coisas perdidas;
  • Tornar-se mais egocêntrica e menos preocupada com os outros e com os sentimentos destes;
  • Tornar-se mais esquecida dos detalhes de acontecimentos recentes;
  • Ser mais propensa a repetir-se ou a perder o ?fio? da conversa;
  • Ficar mais irritada ou aborrecida se falhar em alguma coisa;
  • Ter dificuldade em lidar com dinheiro

Demência Moderada
Nesta fase, os problemas são mais evidentes e incapacitantes.

A pessoa pode:
  • Esquecer-se facilmente de acontecimentos recentes. A memória do passado distante é geralmente melhor, mas alguns detalhes podem ser esquecidos ou confundidos;
  • Ficar confusa em relação ao tempo e ao espaço;
  • Perder-se, se estiver afastada de ambientes familiares;
  • Esquecer-se de nomes da família ou amigos, ou confundir um familiar com outro;
  • Esquecer-se de panelas e cafeteiras no fogão ou deixar o gás ligado;
  • Deambular pelas ruas, possivelmente durante a noite e, às vezes, perder-se;
  • Comportar-se inadequadamente, por exemplo, ir de pijama para a rua;
  • Ver ou ouvir coisas que não existem;
  • Tornar-se muito repetitiva;
  • Negligenciar a higiene ou a alimentação;
  • Ficar zangada, aborrecida ou angustiada devido a um sentimento de frustração

 

Demência avançada
Nesta terceira e última fase, a pessoa fica gravemente incapacitada e necessita de cuidado total.

A pessoa pode:
  • Ser incapaz de lembrar-se de situações ocorridas poucos minutos antes, por exemplo, esquecer-se que acabou de comer;
  • Perder a capacidade de compreensão ou de utilizar a linguagem;
  • Ficar incontinente;
  • Não reconhecer amigos e família;
  • Precisar de ajuda para comer, lavar-se, tomar banho, arranjar-se e vestir-se;
  • Ser incapaz de reconhecer objetos que fazem parte do seu quotidiano;
  • Ficar perturbada durante a noite;
  • Ficar inquieta procurando, por exemplo, um parente falecido há muito tempo;
  • Ficar agressiva, especialmente quando se sente ameaçada;
  • Ter dificuldade em andar e ficar dependente de uma cadeira de rodas para deslocar-se;
  • Ter movimentos incontrolados

A imobilidade tornar-se-á permanente e nas semanas ou meses finais a pessoa vai muito provavelmente ficar acamada.

Lembre-se que
Embora à medida que a doença progride, muitas capacidades se percam, algumas conseguem manter-se. A pessoa ainda preserva a sensação do toque e a audição, bem como a capacidade de responder à emoção.

Adaptado de Alzheimer Australia