Pesquisa

Informação para os jovens e crianças

Esta informação foi escrita especialmente para os jovens e responde a algumas questões que estes colocam frequentemente sobre a Demência.

O que é a Demência?

Demência é o nome utilizado para descrever os sintomas de um grande grupo de doenças, que causam um declínio progressivo no funcionamento da pessoa. As pessoas com Demência têm perda de memória e dificuldades de comunicação. Também, apresentam problemas de pensamento, dificuldade em reconhecer pessoas e, por vezes, podem esquecer-se para que servem certas coisas. Durante muito tempo, a pessoa pode exteriormente ter um aspeto saudável mas, por dentro, o seu cérebro não está a funcionar corretamente.

Qual é a diferença entre a Doença de Alzheimer e a Demência?

Existem várias condições que podem provocar Demência. Ouve-se falar mais da Doença de Alzheimer, porque esta é a causa mais comum de Demência.

A Demência é uma doença mental?

Não, é uma doença do cérebro. O cérebro é o nosso centro de controlo e comanda tudo o que fazemos, dizemos e pensamos. Quando o cérebro está doente, temos problemas em todas as ações, incluindo lembrar, falar, entender e aprender novas competências.

Todas as pessoas idosas desenvolvem Demência?

Não. Todas as pessoas se esquecem de algo, de vez em quando, especialmente se estiverem em stress. Uma pessoa sem Demência pode esquecer-se do sítio em que colocou as chaves do carro. Uma pessoa com Demência pode esquecer-se para que servem as chaves do carro.

À medida que as pessoas envelhecem, a possibilidade de desenvolver Demência aumenta. A taxa de prevalência da Demência aumenta com a idade. A Demência afeta 1 em cada 80 mulheres, com idades compreendidas entre os 65 e 69 anos, sendo que no caso dos homens afeta 1 em cada 60. Nas idades acima dos 85 anos, para ambos os sexos, a Demência afeta aproximadamente 1 em cada 4 pessoas.

As pessoas jovens também podem desenvolver Demência?

Por vezes, as pessoas com idades entre os 30 e os 60 anos podem desenvolver Demência, mas esta situação não é muito comum.

Que problemas têm as pessoas com Demência?

A Demência afeta todas as pessoas de maneira diferente. Exemplos de situações que podem acontecer são:
  • Esquecimento progressivo;
  • Não ser capaz de aprender nova informação ou de seguir instruções;
  • Repetir a mesma história ou fazer a mesma pergunta muitas vezes;
  • Dificuldade em encontrar as palavras certas ou em completar uma frase;
  • Misturar palavras/frases que não fazem sentido;
  • Perder e esconder os pertences ou culpar outras pessoas de os terem roubado;
  • Fazer confusão sobre a altura do dia, onde estão ou quem são as outras pessoas;
  • Medo, nervosismo, tristeza, raiva e depressão;
  • Chorar muito;
  • Esquecer-se de como fazer atividades do dia-a-dia, tais como cozinhar uma refeição, conduzir um carro ou tomar banho

 

Como é que os médicos sabem se alguém tem Demência?

Não existe apenas um teste. Devem ser feitos vários exames à pessoa e obter informações das pessoas que a conhecem bem. Existem algumas doenças que podem parecer Demência, mas que são tratáveis. Se estas forem excluídas, então o médico pode afirmar que a pessoa tem um tipo particular de Demência, como por exemplo, Doença de Alzheimer.

Como é que a demência me pode afetar?

Se alguém na tua família tiver Demência, esta pode afetar-te a ti e à restante família, ainda que não residam na mesma casa que a pessoa com Demência. A Demência pode ser muito perturbadora e uma fonte de stress. Podes experienciar alguns sentimentos confusos e não quereres acreditar que isto te está a acontecer. Esta situação é muito normal.
Podes sentir-te aborrecido pelo facto do teu parente com Demência, que tanto amas, ter-se tornado uma pessoa diferente.

Se o teu parente com Demência viver em tua casa, isto poderá significar que vais perder um pouco de atenção ou ser convidado a assumir outras tarefas e responsabilidades. Podes sentir que a tua família já não é normal. Também poderás sentir raiva e ressentimento devido ao facto das pessoas da tua família estarem mais ocupados e já não terem tanto tempo para ti.

Cuidar de alguém com Demência é fonte de muito stress e pode fazer com que as pessoas fiquem cansadas e preocupadas. Por isso, às vezes podem ficar irritadas ou terem pouca tolerância contigo. Tenta entender aquilo que os teus pais também estão a sentir.

Podes não querer ter amigos em tua casa, por estares envergonhado pelo comportamento da pessoa com Demência. Se conseguires aprender mais sobre a doença, poderás explicá-la aos teus amigos.

As crianças podem fazer alguma coisa para ajudar a pessoa com Demência?

Sim. As atividades seguras, simples e tranquilas que envolvam repetição são as melhores. As pessoas com Demência podem lembrar-se de coisas que aconteceram há muito tempo e esquecerem-se daquelas que aconteceram apenas há alguns minutos atrás.

Podes ver um álbum de fotografias da família com a pessoa com Demência ou tocar uma música de que ela talvez se recorde. Uma pessoa com Demência pode ter dificuldade em entender-te. Deves utilizar frases curtas, ser paciente e tentar não discutir.

A pessoa com Demência pode conseguir concentrar-se apenas durante um curto período de tempo. Pára ou muda o que estiveres a fazer, se a pessoa ficar ansiosa ou distraída.

Mesmo que a pessoa não consiga reconhecer-te, o teu amor e compreensão podem ser um grande conforto. Dá-lhe um abraço, um beijo ou faz-lhe uma festa no braço. A melhor ajuda que podes dar é transmitir tranquilidade e deixar que a pessoa perceba que te preocupas com ela.

O que é que as crianças podem fazer para facilitar a vida da pessoa com Demência?

  • Aprender tudo o que puderes sobre a doença;
  • Ajudar os teus amigos a compreenderem a Demência;
  • Ter calma e paciência;
  • Ser afetuoso;
  • Estar envolvido;
  • Ser compreensivo;
  • Tratar a pessoa com dignidade;
  • Não corrigir o que a pessoa está a dizer, mesmo que seja errado ou confuso;
  • Ajudar em casa

 

E os meus sentimentos?

Lembra-te que todos os sentimentos que tens são normais. É muito difícil ver alguém que amas, e que te ama a ti, esquecer-se de quem tu és e perder a sua independência.

Deves lembrar-te que mesmo quando a pessoa fica irritada, chora muito ou faz coisas estranhas, tem uma doença cerebral e não consegue controlar aquilo que está a fazer. Não culpes a pessoa, nem te culpes a ti próprio pelo comportamento da pessoa.

Adaptado de Alzheimer Australia