Pesquisa

Projeto: “Análise e correlação entre o genoma completo e a atividade cerebral para a ajuda no diagnóstico da doença de Alzheimer”
 
A Alzheimer Portugal – Delegação Norte, com o intuito de prosseguir a sua missão, nomeadamente, na promoção da qualidade de vida da pessoa com demência, integrou o programa INTERREG V-A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020, financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. 
São seus parceiros, o Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto (IPATIMUP), Portugal ; a Universidade de Valladolid, Espanha; e a Associação de Familiares e Amigos de Doentes de Alzheimer e Outras Demências de Zamora, Espanha. 

Esta investigação tem como propósito a Análise e correlação entre o genoma completo e a atividade cerebral para a ajuda no diagnóstico da doença de Alzheimer. Pretende-se, com este estudo, simplificar o diagnóstico da doença, nomeadamente, na sua fase inicial, através da criação de uma nova ferramenta de diagnóstico não invasiva.

A investigação desenvolver-se-á em duas fases, em um grupo de 250 doentes do Norte de Portugal e da província espanhola de Castela e Leão, com diagnóstico de Défice Cognitivo Ligeiro (DCL) e demência do tipo Alzheimer:
  • 1ª Fase: recolher uma amostra de saliva (análise da responsabilidade do IPATIMUP) para analisar o genoma - código com toda a informação genética do doente. Pesquisa dos genes com provável associação à doença; 
  • 2ª Fase: fazer um electroencefalograma não invasivo (análise da responsabilidade da Universidade de Valladolid) para avaliar a atividade cerebral dos doentes. 



Colaboração em Investigação 
Esta investigação não assume qualquer custo para os seus participantes. Se residir na zona Norte do país e tiver disponibilidade em colaborar com a Alzheimer Portugal, por favor, contacte-nos através do geral.norte@alzheimerportugal.org ou 229 260 912/226 066 863.



Documentos para download

Projeto 0378_AD_EEGWA_2_P “Análisis y correlación entre el genoma completo y la actividad cerebral para la ayuda en el diagnóstico de la enfermedad de Alzheimer”