Pesquisa







O Manual do Programa de Estimulação Cognitiva “Fazer a Diferença”
destina-se a dinamizadores e é um Programa de Terapia de Estimulação Cognitiva em grupo, para pessoas com demência, baseado na evidência 








Prefácio | Edição Portuguesa

Portugal é um dos países com mais casos de demência por mil habitantes*. No entanto, as estruturas que prestam cuidados a estes doentes são ainda manifestamente insuficientes e os profissionais que nelas trabalham não tiveram muitas vezes, a oportunidade de adquirir o nível de formação e especialização desejável.

Sendo fundamental intervir nestas situações, os profissionais vêm-se obrigados a procurar as melhores estratégias e ferramentas para o efeito. A dimensão cognitiva é hoje reconhecida como uma das áreas de intervenção prioritárias, ainda que nem todas as formas de intervenção cognitiva tenham a mesma evidência de eficácia. Para serem utilizados, adaptados e disseminados, os programas de intervenção devem ter algum nível de evidência*.

A Terapia de Estimulação Cognitiva (Cognitive Stimulation Therapy), tanto quanto identificámos, é o programa de intervenção cognitiva mais estudado a nível mundial (http://www.cstdementia.com), tendo sido elaborado numa lógica baseada na evidência e resultado de diversos anos de investigação. Foi essa abordagem que contribuiu para que fosse hoje um programa recomendado nas diretrizes clínicas do NationaI Institute for Health and Clinical Excellence (NICE).

Esperamos que a versão portuguesa aqui apresentada, e que seguiu os princípios de adaptação do programa propostos pelos seus autores, venha a ser um instrumento no qual os profissionais que trabalham em estimulação cognitiva com pessoas com demência se podem basear para realizar as suas intervenções.

Continuam a ser realizados mais estudos e trabalhos académicos com o programa Fazer a diferença, visando aumentar o nosso conhecimento sobre a sua utilização em Portugal.

Esperamos que seja um instrumento útil para todos os que trabalham com pessoas com demência em Portugal, para as próprias pessoas com demência e para as suas famílias.


Gabriela Álvares Pereira
Isabel Sousa, Alzheimer Portugal
Laura Meireles
Selene Vicente
Maria Vânia Silva Nunes



*1. OECD (2019). Health at a Glance 2019: OECD Indicators. Paris: OECD Publishing. https://doi.org/10.1787/4dd50c09-en.
* 2. Livingstone, G., Sommerlad, A., Orgeta, V., Costafreda, S. G., Huntley, J., Ames, D., … Mukadam, N. (2017). Dementia prevention, intervention, and care. The Lancet, 390 (10113), 2673-2734. http://dx.doi.org/10.1016/S0140-6736(17)31363-6