Pesquisa

10 de fevereiro de 2019 | Qualquer adulto pode escolher antecipadamente o seu “acompanhante” e essa vontade deve ser respeitada
Artigo de Opinião de Paula Guimarães, membro da Comissão Científica da Alzheimer Portugal
A Doença de Alzheimer, e outras formas de demência, determinam a perda gradual de capacidade. As pessoas vão deixando de conseguir tomar decisões livres e esclarecidas ou de exprimir a sua vontade de forma adequada. Mas não perdem os seus direitos.