Pesquisa

Governo compromete-se a implementar os Planos Regionais de Saúde para as Demências

Alzheimer Portugal
Plano de Recuperação e Resiliência, atualmente em consulta pública, contempla medida
Autor Tatiana Nunes 
Data 18-02-2021 
O PRR, atualmente em consulta pública, é de aplicação nacional, com um período de execução até 2026, com recursos que ascendem a cerca de 14 mil M€ de subvenções, um conjunto de reformas e de investimentos que permitirão ao país retomar o crescimento económico sustentado, reforçando assim o objetivo de convergência com a Europa ao longo da próxima década.

Com base no diagnóstico de necessidades e dos desafios, o PRR foi organizado em três dimensões estruturantes: a Resiliência, a Transição Climática e a Transição Digital.
A dimensão Resiliência contempla, entre outras, a componente da Saúde, na qual consta um domínio dedicado à reforma da Saúde Mental, com um orçamento de 85M€.  

Uma das cinco medidas constantes deste domínio consiste na implementação dos Planos Regionais de Saúde para as Demências, “promovendo uma sólida resposta intersectorial às pessoas que vivem com demência, às sua famílias e cuidadores, tirando partido das iniciativas que já existem e com resultados positivos”. 

A Alzheimer Portugal participou no Grupo de Trabalho que elaborou a Estratégia da Saúde na área das Demências publicada em junho de 2018, tendo posteriormente colaborado na elaboração dos referidos Planos Regionais, da responsabilidade de cada uma das cinco Administrações Regionais de Saúde.

Estes documentos que operacionalizam a estratégia estão elaborados desde julho de 2019. Contudo nada tinha acontecido até agora, apesar de vários apelos por parte da Alzheimer Portugal junto do Ministério da Saúde, para que os Planos fossem publicados com vista à sua efetiva concretização. Esta demora tem atrasado uma resposta específica, contínua, integrada e de proximidade às cerca de 200 mil Pessoas com Demência e respetivos Cuidadores, que se torna ainda mais urgente com o atual contexto de pandemia.

O Plano de Recuperação e Resiliência contempla ainda, na componente das Respostas Sociais, medidas importantes com vista ao reforço, qualificação e inovação de equipamentos e respostas destinados a Pessoas Idosas, Pessoas com Deficiência ou incapacidade e famílias, assim como a implementação da Estratégia Nacional para a Inclusão das Pessoas com Deficiência, entre 2021 e 2025. 

A Alzheimer Portugal compromete-se a desenvolver todos os esforços para que estas ações enunciadas se tornem uma realidade com a maior brevidade possível, uma vez que a sua implementação terá certamente um impacto muito significativo na melhoria da qualidade de vida das Pessoas com Demência e dos seus Cuidadores.