Pesquisa

EXPOSIÇÃO EXPERIMENTAR MEMÓRIAS NO NÚCLEO DO RIBATEJO

Núcleo do Ribatejo
O Núcleo do Ribatejo da Alzheimer Portugal aceitou o repto da Ordem dos Psicólogos Portugueses e realizou no passado dia 4 de Março a Exposição Experimentar Memórias.
Autor Tatiana Nunes 
Data 06-03-2020 
O Núcleo do Ribatejo da Alzheimer Portugal aceitou o repto da Ordem dos Psicólogos Portugueses e realizou no passado dia 4 de Março a Exposição Experimentar Memórias.

A Exposição Experimentar Memórias teve como objetivo consciencializar as crianças/adultos para a importância desta função cognitiva, assim como ensinar sobre quais os diversos tipos de memórias que existem. 

Abordou-se a utilização de diversos tipos de estratégias que melhoram a memória, as distorções da memória, entre outras questões que influenciam a memória, tal como os sentidos e as emoções. 

Durante a visita as crianças tiveram oportunidade de realizar diversas atividades integradas nos painéis: Traços de Memória, Reavivar Memórias, Distorção de Memórias, Persistência de Memórias, Reviver Memórias e painel sensorial. As atividades foram dirigidas pelos técnicos da Alzheimer Portugal que foram explicando e contextualizando as atividades realizadas. 

O Núcleo do Ribatejo que já há vários anos trabalha em articulação com o Agrupamento de Escolas de Almeirim no Projeto a Kelembra, dirigiu o convite ao agrupamento para que algumas das suas turmas pudessem visitar esta Exposição.

A Exposição Experimentar Memórias foi visitada por cerca de 80 crianças do primeiro ciclo e ainda por um grupo de utentes com deficiência do Centro de Recuperação Infantil de Almeirim (CRIAL) que ao longo da visita  experimentaram com entusiasmo diversas atividades.

Estiveram, ainda, presentes os professores das referidas turmas que, desde o inicio, mostraram o seu entusiasmo para participar nestas visitas, bem como, representantes da Direção do Agrupamento e a Sra. Vereadora Emilia Moreira do Município de Almeirim.

No final da visita foi entregue um autocolante sobre a campanha Amigos na Demência da Alzheimer Portugal, um gesto simbólico que visou transmitir às crianças o quão importante é podermos ser amigos de todas as pessoas a quem a memória teima em falhar.