Pesquisa

Questionário | Ser cuidador em tempos de Pandemia

Sociedade
Se é cuidador informal, solicitamos que dedique alguns minutos para responder a estas questões
Autor Tatiana Nunes 
Data 11-05-2020 
A Pandemia provocada pela COVID-19 desafia diariamente a nossa capacidade de adaptação e superação. 
O confinamento e o isolamento social passaram a fazer parte das nossas vidas, alterando os padrões de relacionamento, e em muitos casos, de apoio e de cuidados. 
Os cuidadores, independentemente da idade do seu familiar e da doença em questão (ex. autismo, paralisia cerebral, demência, AVC, esclerose múltipla), enfrentam desafios acrescidos.

Neste contexto, a presente investigação tem como principal objetivo compreender as necessidades e dificuldades dos cuidadores, tendo em consideração o momento em que vivemos. Este conhecimento é fundamental ao desenvolvimento de estratégias de intervenção que minimizem o seu impacto, na iminência de continuarmos com o isolamento social por tempo indeterminado e de podermos viver novos períodos de confinamento.

Por isso, se é cuidador de um familiar que depende de si, pedimos-lhe que dedique alguns minutos para responder às questões seguintes. A sua colaboração é imprescindível. 

Todos os dados recolhidos são anónimos, destinando-se exclusivamente ao desenvolvimento da presente investigação.

A equipa de investigação encontra-se disponível para o esclarecimento de qualquer dúvida através do e-mail: investigacaocovid@gmail.com 





A entidade que está a promover este estudo é o Departamento de Ciências Sociais e do Comportamento do Instituto Superior de Ciências da Saúde – Norte e a investigadora responsável é a Prof. Manuela Leite.