Pesquisa

A COVID-19 tem provado a importância da ação da UE no âmbito da saúde

Sociedade
O objetivo é apoiar campanhas a nível europeu no sentido de dar prioridade à Saúde como uma questão política.
Autor Tatiana Nunes 
Data 30-05-2020 
A Alzheimer Europe (AE) tem vindo a apoiar campanhas a nível europeu no sentido de que na União Europeia seja dada prioridade à Saúde como uma questão política.

Neste contexto, a AE apoiou a campanha EU4Health.EU que resultou da coligação de organizações europeias de saúde e de doentes que se aliaram em grupos de interesse (lobbies), num tempo em que a saúde foi surgindo como não sendo prioritária, tendo vindo a tornar-se cada vez menos importante (tal como o investimento).

Com o aparecimento da crise originada pela COVID-19, este grupo juntou-se de novo, na tentativa de capitalizar não só o momento como o novo consenso que reconhece que a saúde tem de ser o foco-chave, a nível europeu, e que políticas de saúde eficazes exigem coordenação e cooperação dos Estados-Membros.

O timing em que decorre esta campanha coincide com o debate em curso sobre o futuro orçamento da UE, de que alguns detalhes foram ontem transmitidos nas propostas de Comissão Europeia (que incluem 9.4 biliões de EUR para um Programa de Saúde autónomo, assim como 94.4 biliões EUR para o programa de investigação Horizon Europe).

Para tal, a Alzheimer Europe convocou 16 outras Organizações Não-governamentais Europeias para aderirem a uma nova campanha EU4Health.EU, que se foca em três áreas-chave:
-   Aumentar financiamentos e recursos para a saúde na UE
-   Reforçar a acção na saúde ainda durante o mandato actual
                     -   Repensar as competências da UE em matéria de cuidados de saúde e da
                          sua visão para o futuro

De cada rubrica constam exigências específicas que se focam na necessidade de mais políticas de saúde coordenadas no seio da União Europeia.

O documento que encontra aqui contém estes elementos de forma mais detalhada (pode ver a tradução aqui).