Segundo um novo estudo precisará de dar entre 3800 e 9800 passos por dia para reduzir o risco de declínio mental.

As pessoas com idades entre os 40 e os 79 anos que deram 9826 passos por dia tiveram 50% menos probabilidade de desenvolver demência no espaço de sete anos, segundo o estudo. Além disso, as pessoas que andavam com “um propósito”, ou seja, a um ritmo superior a 40 passos por minuto, conseguiram reduzir o risco de demência em 57% com apenas 6315 passos por dia.

“É uma atividade de caminhada rápida, como quando temos pressa”, disse o coautor do estudo Borja del Pozo Cruz, professor adjunto da Universidade do Sul da Dinamarca, em Odense, e investigador sénior das ciências da saúde da Universidade de Cádiz, em Espanha.

Mesmo as pessoas que deram aproximadamente 3800 passos por dia, a qualquer velocidade, reduziram o risco de demência em 25%, segundo o estudo.

“Isso seria suficiente, no início, para os indivíduos sedentários”, disse  Borja del Pozo Cruz.

Fonte: CNN Portugal

10.09.2022

Conheça a notícia na íntegra aqui